logotipo-dormenenem

Anemia na gravidez: cuidado ela pode ser perigosa!

Estimativas recentes indicam que pelo menos 1 bilhão de pessoas tem deficiência de ferro. Fique atenta! De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a prevalência de anemia ferropriva em gestantes de países em desenvolvimento é 52,0%.

anemia-gravidez

Essa elevada taxa de anemia na gestação pode estar relacionada a uma dieta insuficiente de ferro, associada ao aumento da demanda do mineral típico desse período. As necessidades de ferro aumentam porque ocorre uma rápida expansão da massa vermelha, diluição do sangue, e crescimento acentuado dos tecidos, para a formação do bebê. A deficiência de ferro na gestante pode acarretar efeitos adversos tanto para a sua saúde quanto para a do recém-nascido. Por isso, melhor do que procurar remediar, seria prevenir esse quadro, para que a mãe e o bebê possam passar pelo período de gravidez saudáveis e sem preocupações.

 

  • O que é anemia?

É a falta de ferro no sangue, que provoca a diminuição do tamanho dos glóbulos vermelhos no sangue e assim a falta de oxigênio no organismo.

  • Importância do ferro

O ferro é o elemento dos glóbulos vermelhos do sangue, responsável por levar o oxigênio dos pulmões para distribuir por todo organismo.

  • Quais os sintomas da anemia?

Em geral, pode ocorrer fraqueza, fadiga, falta de ar, tontura, dor nas pernas, falta de apetite e de concentração.

É possível que a gestante anêmica não apresente qualquer sintoma. Se você for diagnosticada com anemia, não deixe de fazer o tratamento e seguir as orientações do seu nutricionista e obstetra!

  • Consequências para a mãe
  1. Aumento do risco de infecções
  2. Diminuição da função imunológica
  3. Risco de pré-eclâmpsia
  4. Alterações cardiovasculares e na glândula tireóide
  5. Queda de cabelos
  6. Enfraquecimento das unhas
  7. Aumento da probabilidade de perda de sangue no parto
  • Consequências para o bebê e para a gestação
  1. Aumento do risco de mortalidade do neonato
  2. Bebê com baixo peso ao nascer
  3. Risco de apresentar anemia nos primeiros meses de vida
  4. Maior risco do aborto
  5. Hipóxia fetal
  6. Risco de o bebê nascer prematuro

Fontes:

Osório MA - Fatores determinantes da anemia em crianças - Jornal de Pediatria - Vol. 78, Nº4, 2002.

Vitolo MR, Boscaini C, Bortolini GA Baixa escolaridade como fator limitante para o combate à anemia entre gestantes Rev Bras Ginecol Obstet. 2006; 28(6): 331-9.

Souza AI de, Batista Filho M, Ferreira LOC, Figueirôa JN. Efetividade de três esquemas com sulfato ferroso para tratamento de anemia em gestantes. Rev Panam Salud Publica. 2004;15(5):313–19.


View the discussion thread. blog comments powered by Disqus
Português (Brasil)Español(Spanish Formal International)English (United Kingdom)

Busca Dorme Neném

Arquivo do Blog