logotipo-dormenenem

As causas do desconforto da amamentação

Durante toda sua gravidez, você provavelmente imaginou o quão maravilhoso seria a experiência da amamentação tanto para você como para seu bebê. Tudo em que podia pensar era olhar para baixo para uma carinha confiante e sentindo a proximidade entre você e esse novo pequeno ser.

ama1

Por isso é natural que quando finalmente chegue a hora de colocar o bebê no seio, você esteja agitada. Mas, agora, você está agoniada. Seus mamilos podem estar doendo, rachados e sangrando. Ou talvez seus seios estejam desconfortavelmente inchados.

Talvez o leite não flua quando precisar dele e talvez pareça fluir de forma descontrolada quando você mais queria que isso não acontecesse (como quando você estiver na fila do supermercado ou em um jantar). Então, onde estão esses momentos felizes e delicados que você sempre viu nos anúncios de revista e televisão?

Esses momentos acontecem, só que nem sempre de imediato. O problema é que muitas mães desistem de amamentar por frustração porque elas não percebem que as coisas vão melhorar com o tempo e a prática. Elas também não percebem que há como diminuir o desconforto e aumentar o sucesso do período da amamentação. Este artigo irá fornecer dicas úteis para o período da amamentação que podem fazer dele uma experiência recompensante e confortável tanto para você quanto para seu bebê. Antes de começar, devemos examinar as origens do desconforto da amamentação.

O que causa a dor na amamentação, depende do local onde ela ocorre. Dor no mamilo, por exemplo, geralmente é causada porque o bebê está segurando o mamilo de forma incorreta.

Dor na parte mais polpuda do seio, por outro lado, é causada com mais freqüência pelo inchaço do seio com o leite. Isso provavelmente ocorre durante os primeiros dias após a descida do leite, antes que seu corpo tenha a chance de ajustar sua produção de leite para a necessidade do bebê. No começo, o corpo de uma mulher produz leite suficiente para gêmeos, mas aos poucos muda sua produção com base na quantidade de leite removido regularmente dos seios. Então se você estiver amamentando apenas um bebê, seu corpo gradualmente diminuirá a quantidade de leite que produz para se adequar à quantidade consumida por um único bebê. Você vai descobrir em breve porque esse é um ponto importante a ser lembrado.

O inchaço também pode ocorrer a qualquer momento em que a produção de leite exceda a capacidade de seu bebê de sugá-lo, como quando o apetite do bebê diminui por causa de uma doença. Casos suaves podem ocorrer até mesmo entre as mamadas, principalmente se o intervalo for de várias horas ou se a mamada atrasar de forma inesperada. Felizmente, não importa a causa, o inchaço vai sumir sozinho dentro de poucos dias (contanto que você não faça nada que estimule seu corpo a produzir muito leite).

Para evitar que o desconforto a impeça de amamentar, é útil lembrar que a amamentação é algo que se aprende e você vai precisar de tempo, prática e paciência para tornar esse ato uma experiência confortável e bem-sucedida. Também é importante lembrar que os primeiros dias da amamentação podem deixar seus seios um pouco mais sensíveis, mas dor, rachaduras, formação de bolhas ou sangramento significa que há um problema que precisa ser resolvido. Felizmente, a maioria dos problemas da amamentação pode ser solucionada e a dor pode ser aliviada ou evitada com alguns ajustes muito simples.

Fonte: "HowStuffWorks - Como aliviar o desconforto da amamentação".  Publicado em 15 de março de 2006  (atualizado em 19 de janeiro de 2009) http://saude.hsw.uol.com.br/como-aliviar-o-desconforto-da-amamentacao.htm 


View the discussion thread. blog comments powered by Disqus
Português (Brasil)Español(Spanish Formal International)English (United Kingdom)

Busca Dorme Neném

Arquivo do Blog